Pesquisar

 

Arquivos

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Arquivos Recentes

O TEMPO

DIA DA MÃE

ACORDE PARA VENCER!

...

A MACIEIRA ENCANTADA

A VIDA É SIMPLES...

CAVALO A GALOPE

ESTRATÉGIAS

AMIGO NÃO TEM DEFEITOS

BOM FIM DE SEMANA!

Sábado, 4 de Fevereiro de 2006

Pedra Filosofal

Eles não sabem que o sonho


É uma constante da vida


Tão concreta e definida.


Como outra coisa qualquer,


Como esta pedra cinzenta


Em que me sento e descanso,


Como este ribeiro manso


Eles não sabem que o sonho


É uma constante da vida


Tão concreta e definida.


Como outra coisa qualquer,


Como esta pedra cinzenta


Em que me sento e descanso,


Como este ribeiro manso em serenos sobressaltos,


Como estes pinheiros altos


Que em verde e oiro se agitam,


Como estas aves que gritam


Em bebedeiras de azul.


Eles não sabem que o sonho


É vinho, é espuma, é fermento,


Bichinho alacre e sedento,


De focinho pontiagudo


Que fossa através de tudo


Num perpétuo movimento.


Eles não sabem que o sonho


É tela, é cor é pincel,


Lare, fuste, capitel,


Arco em ogiva, vitral,


Pináculo de catedral,


Contraponto, sinfonia,


Máscara grega, magia,


Que é retorta de alquimista,


Mapa do mundo distante,


Rosa-dos-ventos,


Infante,


Caravela quinhentista,


Que é Cabo da Boa Esperança,


Ouro, canela, marfim,


Florete de espadachim,


Bastidor, passo de dança,


Colombino e Arlequim,


Passarola voadora,


Pára-raios, locomotiva,


Barco de proa festiva.


Alto-forno, geradora,


Cisão do átomo, radar,


Ultra-som, televisão,


Desembarque em foguetão


Na superfície lunar.


Eles não sabem, nem sonham,


Que o sonho comanda a vida


Que sempre que um homem sonha.


O mundo pula e avança


Como bola colorida


Entre as mãos de uma criança.


António Gedeão
publicado por mcapote às 03:30
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De maria a 6 de Fevereiro de 2006 às 21:56
É uma canção linda!
De Diabinho a 6 de Fevereiro de 2006 às 14:14
Essa canção é linda.... desde miúdo que a canto... vezes e vezes sem parar... é como um hino à vida... bjs... :)

Comentar post

blogs SAPO

subscrever feeds